Livros

Opinião da Mac – Identidade Roubada de Chevy Steven

Processed with VSCO with a6 preset

Título Original: Still Missing
Autor: Chevy Stevens
Gênero: Suspense Dramático e Policial
Ano: 2011
Páginas: 256
Editora: Arqueiro
Tradutor: José Roberto O’Shea

  Uma história inesquecível e chocante escrita por Chevy Stevens. Uma leitura surpreendente mas já vou logo avisando que é desesperador, pois só de você saber que poderia ser uma realidade, você começa à sentir um certo tipo de indignação sobre a situação.

   Annie O’Sullivan tinha uma vida tranquila, com 32 anos, era corretora de imóveis da pequena cidade de Clayton Falls, no Canadá. Vivia com um cachorrinho (uma gracinha), um namorado lindo e a melhor amiga Christina. E é claro, a mãe e o padrasto. Não tinha a vida perfeita, mas se considerava feliz.
Então, num dia normal de trabalho para vender um imóvel, Annie se vê na frente da casa sem ninguém interessado, e decidiu ir fazer as fases com a mãe depois de uma briga entre as duas. Mas antes que tranque a casa, aparece um homem sorridente e encantador, querendo comprar – á vista em dinheiro! Não querendo perder a oportunidade da proposta, Annie dá toda atenção para o estranho.

   Ela é dominada e levada para um chalé no topo de uma montanha, para viver em cativeiro. Vemos a luta e a vontade de viver da personagem. Durante 1 ano, Annie não soube nada sobre a “vida real”. Numa rotina doentia, a coragem e a fé foram as únicas coisas que restaram. Depois desses 365 dias, Annie finalmente se vê livre do “maníaco”, porém ninguém comentou com ela, que as lembranças das noites teriam que ser relembradas pelo policial Gary. Um homem gentil, que trabalhou no caso de Annie durante esse tempo todo, tentando resolve-lo.

   O livro vai nos narrando a história de acordo com o que a protagonista vai nos contando nas sessões de terapia. Numa relação boa com leitor, ela nos emociona e nos faz tremer com a insônia, o medo e a relação das pessoas próximas na sua vida.
As reviravoltas, tem explicações nada insatisfatórias para o leitor. Durante minha leitura, quase quis matar a mãe da Annie, que na minha opinião já é hipócrita desde o primeiro momento. Sem falar do padrasto … Mas essas coisas só fizeram com que eu conseguisse ler mais rápido as palavras de Stevens.
E temos o personagem Gary, o policial responsável pelo caso. Ele participa do livro de um modo nada misterioso demais. Ele não é nenhum galã de novela mas na minha consideração, valeu a pena Chevy ter colocado ele de uma forma sutil na vida romântica de Annie.

   O final não é nada insatisfatório, mas como esse foi meu primeiro livro de suspense-dramático, e eu sou apaixonada por romances clichês, fiquei o mínimo possível decepcionada com o desenrolar das paixões dentro do livro. Mas isso é coisa da minha cabeça e fora isso o livro foi impecável.

A editora Arqueiro fez um maravilhoso trabalho, trazendo o livro de Chevy Stevens estreando no Brasil.
#AutoraRecomendada

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s